Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Projeto de extensão da UFRB é premiado no evento Bahia Rural Contemporânea
Início do conteúdo da página
Externa

Projeto de extensão da UFRB é premiado no evento Bahia Rural Contemporânea

Publicado: 06/12/17 15:51 | Última atualização: 08/12/17 08:24 | Acessos: 386 | Postado por César Velame

Na última quinta feira, 30, o trabalho "Formação de Grupos de Jovens para o Monitoramento Ambiental dos Territórios Quilombolas do Vale do Iguape", apresentado pelo professor Marcelo Araújo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), junto com os jovens Vinicios da comunidade quilombola do Kaonge e Tiago da comunidade quilombola de Engenho da Ponte, no no I Simpósio de Pesquisas e Experiências em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural, foi premiado no Eixo II, Gestão e Práticas Inovadoras. O evento integra a programação do Bahia Rural Contemporânea – VIII Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária (FEBAFES).

A formação em geotecnologias para jovens é uma das atividades do Projeto Terra de Direitos, realizado pela Cooperação para o Desenvolvimento dos Países Emergentes (COSPE) em parceria com o Centro de Educação e Cultura Vale do Iguape (CECVI), as Universidade Federais da Bahia e do Recôncavo, com o apoio da União Europeia, que reúne 17 comunidades quilombolas localizadas na Bacia e Vale do Iguape. O professor Marcelo Araújo explica que “na garantia de uso dos seus territórios, as comunidades quilombolas sofrem as tensões originadas por empreendimentos públicos e privados que geram conflitos ambientais. O conhecimento pouco aprofundado da geografia do território e os conflitos existentes fragilizam a representação política e a cobrança por melhorias”. A partir desse contexto, uma das metas do Projeto é a formação de 03 grupos de jovens no uso das geotecnologias para elaboração da cartografia dos seus territórios, incidindo no fortalecimento e garantia dos direitos civis das comunidades quilombolas da Bacia e Vale do Iguape.

O Simpósio nessa sua primeira edição apresentou 126 dos 150 trabalhos submetidos à avaliação da comissão do evento, sendo 54 apresentações orais e 72 por meio de pôsteres. A expectativa é que a iniciativa tenha mais edições, contribuindo para o fortalecimento e difusão das temáticas ligadas à terra. Segundo informações da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), enviaram trabalhos as universidades Federal da Bahia (UFBA), Estadual do Sudoeste Baiano (UESB), Estadual de Feira de Santana (UEFS), Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), do Estado da Bahia (UNEB), Federal do Vale do São Francisco (Univasf), do Oeste da Bahia (UFOB), Estadual de Santa Cruz (UESC), os institutos Federais da Bahia (IFBA) e Baiano (IFbaiano), Centros Territoriais de Educação Profissional (CETEPs), Centros Estaduais de Educação Profissional (CEEPs), EFAs, União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Cooperativa de Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf), e Associações de Mulheres.

Com informações da Cooperação para o Desenvolvimento dos Países Emergentes (COSPE).

registrado em:
Fim do conteúdo da página