Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Pesquisador da UFRB é premiado em Festival de Filmes Arqueológicos do Recife
Início do conteúdo da página
RECONHECIMENTO

Pesquisador da UFRB é premiado em Festival de Filmes Arqueológicos do Recife

Publicado: 09/01/18 15:48 | Última atualização: 09/01/18 16:12 | Acessos: 519 | Postado por Fábio Ferreira

O professor e pesquisador Henry Luydy Abraham Fernandes, lotado no Centro de Artes Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), foi premiado, em primeiro lugar, no 1º Festival de Filmes Arqueológicos do Recife (I FEFILArq), como co-diretor do documentário “Piragiba: escavacando uma história”.

A premiação do documentário de Fernandes foi simbólica, correspondendo ao valor de R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais). O segundo colocado foi o vídeo “Onde for sítio, há sítios” e o terceiro lugar ficou para “Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres de Maranguape”.

O documentário de Fernandes retrata que por volta dos anos de 1970, uma grande cheia do riacho que passa pela vila de Piragiba fez surgir uma imensa quantidade de urnas funerárias indígenas antigas. Em 1992, uma equipe de arqueólogos da Universidade Federal da Bahia foi acionada para examinar os achados. Surgiram daí descobertas sobre a história da vila, sobre as antigas ocupações humanas na região, bem como sobre o cotidiano dos moradores de Piragiba. A proximidade dos trabalhos arqueológicos com o cotidiano da vila foi um dos desafios da pesquisa e um dos principais elementos da descoberta. 

Fernandes, pesquisador colaborador do Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE/UFBA) e membro dos Grupos de Pesquisa Bahia Arqueológica (UFBA) e Recôncavo Arqueológico (UFRB), pesquisa desde 2001, sobre assuntos relacionados a Piragiba.

Em 2003, Fernandes concluiu o mestrado em Ciências Sociais, com a dissertação “Os sepultamentos do Sítio Aratu de Piragiba”; e o Doutorado em Antropologia, em 2011, com a tese  “As lâminas de machado lascadas Aratu de Piragiba – BA”, ambos defendidos pela Universidade Federal da Bahia, UFBA.

O festival de filmes arqueológicos, realizado nos auditórios do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) e da Editora Universitária da Universidade Federal do Pernambuco, em Recife, no período de 05 a 08 de dezembro passado, teve por objetivo promover e premiar produções audiovisuais, produzidas a partir de 2013, que apresentassem qualidade técnica reconhecida na área. Concorreram produções inscritas em três categorias (Arqueologia, Patrimônio Cultural e Etnoarqueologia) com filmes nacionais e internacionais.

O evento foi realizado pelo Laboratório de Antropologia Visual, Pró-Reitorias de Extensão e Cultura; e de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação; e Editora da UFPE, todos vinculados à Universidade Federal do Pernambuco; o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), entre outros parceiros.

Veja o filme vencedor em https://goo.gl/2NaQAW

Com informações de  https://arqueologiaeprehistoria.com

Fim do conteúdo da página