Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Apresentação

A Coordenação de Criação e Inovação (CINOVA) é uma instância ligada à Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação (PPGCI), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), tem por objetivo apoiar a gestão da política de inovação da UFRB, através da realização de ações estratégicas de atuação institucional no ambiente produtivo local, regional ou nacional; de empreendedorismo, de gestão de incubadoras e de participação no capital social de empresas; de apoio a extensão tecnológica; de gestão da propriedade intelectual e de transferência de tecnologia; de ações institucionais de capacitação de recursos humanos em empreendedorismo, gestão da inovação, transferência de tecnologia e propriedade intelectual e; de estabelecimento de parcerias para desenvolvimento de tecnologias com inventores independentes, empresas e outras entidades.

A CINOVA atua como Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), e tem suas competências estabelecidas pelo artigo 16 da Lei 10.973/2004 (Lei de Inovação tecnológica). Suas competências mínimas são:

  1. Zelar pela manutenção da política institucional de estímulo à proteção das criações, licenciamento, inovação e outras formas de transferência de tecnologia;
  2. Avaliar e classificar os resultados decorrentes de atividades e projetos de pesquisa;
  3. Avaliar solicitação de inventor independente para adoção de invenção na
  4. Opinar pela conveniência e promover a proteção das criações desenvolvidas na instituição;
  5. Opinar quanto à conveniência de divulgação das criações desenvolvidas na instituição, passíveis de proteção intelectual;
  6. Acompanhar o processamento dos pedidos e a manutenção dos títulos de propriedade intelectual da instituição.
  7. Desenvolver estudos de prospecção tecnológica e de inteligência competitiva no campo da propriedade intelectual, de forma a orientar as ações de inovação da ICT;
  8. Desenvolver estudos e estratégias para a transferência de inovação gerada pela ICT;
  9. Promover e acompanhar o relacionamento da ICT com empresas;
  10. Negociar e gerir os acordos de transferência de tecnologia oriunda da ICT.

A coordenação é composta ainda por dois Núcleos:

  1. Núcleo de Propriedade Intelectual
  2. Núcleo de Transferência de Tecnologia

Ao Núcleo de Propriedade Intelectual compete:

  1. Avaliar solicitação de inventor independente para adoção de invenção;
  2. Opinar pela conveniência e promover a proteção das criações desenvolvidas na instituição;
  3. Opinar quanto à conveniência de divulgação das criações desenvolvidas na instituição, passíveis de proteção intelectual;
  4. Acompanhar o processamento dos pedidos e a manutenção dos títulos de propriedade intelectual da instituição;
  5. Desenvolver estudos de prospecção tecnológica e de inteligência competitiva no campo da propriedade intelectual, de forma a orientar as ações de inovação da UFRB.
  6. Planejar e executar ações de disseminação da cultura de proteção de direitos de propriedade intelectual e de inovação.
  7. Elaborar e implantar estratégias de estímulo a inovação e ao empreendedorismo no ambiente acadêmico.

Ao Núcleo de Transferência de Tecnologia compete:

  1. Induzir e apoiar projetos de desenvolvimento da inovação, em especial, da inovação tecnológica;
  2. Desenvolver estudos e estratégias para a transferência de inovação gerada pela UFRB;
  3. Elaborar projetos institucionais em atendimento a editais relativos à inovação, em especial à inovação tecnológica;
  4. Gerenciar e captar recursos para projetos institucionais de inovação, em especial da inovação tecnológica;
  5. Promover o relacionamento da UFRB com empresas;
  6. Negociar e gerir os acordos de transferência de tecnologia oriunda da UFRB;
  7. Prospectar demandas científico-tecnológicas e encaminhar para os grupos de pesquisadores da UFRB que atuam na respectiva área;
  8. Promover o surgimento de novas empresas, especialmente empresas de base tecnológica, com potencial de inovação.
Fim do conteúdo da página