Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Informação Tecnologica

A Informação tecnológica, disponível em base de patentes, é usada para obter conhecimento sobre as tecnologias disponíveis com o objetivo de contribuir para a elaboração de pesquisas, sendo também uma excelente base de dados para novos investimentos na indústria. Para uma empresa moderna a informação tecnológica é indispensável, tanto como ferramenta para pesquisa e desenvolvimento de produtos, como servindo de subsídio ao planejamento estratégico,  na identificação de oportunidades de livre exploração de determinada tecnologia, licenciamento ou monitoramento da concorrência, além de possibilitar o estudo do panorama tecnológico em certo período de tempo.

Você sabia que informações tecnológicas podem ser retiradas de um documento de patente?

Um documento de patente contém informações bibliográficas e técnicas. A bibliográfica é encontrada na primeira página do documento e são classificadas pelo código iIND. Já informação técnica inclui descrição do estado da arte, descrição detalhada da invenção, diferenças existentes entre a tecnologia anterior e o avanço trazido pela mesma, desenhos (quando necessário) e as reivindicações, que definem o escopo da invenção e o que será protegido. Os documentos de patente são a principal fonte de informação tecnológica, representando 70% a 80% do conhecimento tecnológico divulgado exclusivamente por esse tipo de documento. Mais de 3 milhões de patentes foram depositadas em todo o mundo no ano (Wipo) e mais de 25 mil no Brasil (INPI) em 2017.  A maioria dessas patentes pode ser acessada pela internet da sua casa.

Benefícios do uso de patentes como informação tecnológica:

  • Contemplam todos os campos tecnológicos;
  • Possibilidade de acesso eletrônico a documentos completos que estão centralizadas em escritórios nacionais ou regionais de patentes;
  • Conteúdo suficiente para que um profissional da área técnica da invenção possa reproduzi-la;
  • Congrega informações recentes em relação ao estado da arte;
    Possui formato universal: Dados bibliográficos com campos específicos numerados (Códigos INID).


As Principais Bases de busca de patentes

A base de dados do INPI disponibiliza documentos de patente depositados no Brasil e publicados desde 1992, somando mais de 50 mil registros bibliográficos e resumos.

A Base de patente Espacenet oferece acesso gratuito a mais de 90 milhões de documentos de patentes em todo o mundo (União Européia e mais de 90 países), que contém informações sobre invenções e desenvolvimentos técnicos desde 1836 até hoje, com informações sobre famílias de patentes e serviço de tradução automática.

A base de patentes do United States Patent and Trademark Office (USPTO) disponibiliza documentos de patentes a partir de 1790, com mais de 7 milhões de patentes, abrangendo duas bases principais: Cobertura da Issued Patents (PatFT)e Cobertura da Published Applications (AppFT).

O banco de dados PATENTSCOPE fornece acesso ao Tratado Internacional de Cooperação de Patentes (PCT) aplicado em formato de texto completo no dia da publicação. Usando PATENTSCOPE você pode pesquisar 45 milhões de documentos de patentes, incluindo 2,7 milhões de pedidos de patentes internacionais publicados (PCT).

O Google Patents permite que você pesquise documentos de patentes do United States Patent and Trademark Office (USPTO) a partir de 1790, o Instituto Europeu de Patentes (EPO), e a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), ambos a partir de 1978. Veja o nosso tutorial “como Pesquisar no Google Patents”.

 

Fim do conteúdo da página