Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Ensino > Notícias > UFRB cria Núcleo de Fomento a Formação Geral e Interdisciplinaridade
Início do conteúdo da página

UFRB cria Núcleo de Fomento a Formação Geral e Interdisciplinaridade

Pautada nos valores da inclusão social e do compromisso com a educação superior, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) apresenta à comunidade acadêmica o Núcleo de Estudos Interdisciplinares e Formação Geral (NUVEM), que objetiva fortalecer o sistema de ciclos de formação dos bacharelados interdisciplinares.

O Núcleo visa incorporar ao arranjo acadêmico da UFRB uma unidade acadêmica que adotará estratégias e ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, com vistas a fortalecer a formação geral dos estudantes dos cursos de Bacharelado Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (BICULT), Energia e Sustentabilidade (BENS) e Saúde (BIS).

Criado no dia 30 de outubro em reunião extraordinária do conselho do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), campus da UFRB de Santo Amaro, o NUVEM terá sede na cidade de Cruz das Almas e suas atividades acadêmicas serão desenvolvidas em torno das temáticas Universidade e Sociedade: Produção, Descolonização e Legitimidade do Conhecimento; Linguagens; Arte e Cultura.

“O NUVEM será o mecanismo que pretende fomentar a discussão dos componentes curriculares e da formação geral dos Bacharelados Interdisciplinares na Universidade”, disse o professor Danillo Barata, diretor do CECULT, que destacou ainda que “o NUVEM assegurará a pluralidade de tendências teóricas e organizará trabalhos por meio de ações interdisciplinares que permitam o diálogo entre os campos do saber e contribuam na formação geral dos estudantes”.

De acordo com o projeto do NUVEM, caberá às temáticas descritas oferecer os componentes curriculares de formação geral obrigatórios: Universidade, Sociedade e Ambiente; Diversidades, Cultura e Relações étnico-raciais; Conhecimento, Ciência e Realidade; Oficina de Leitura e Produção de Textos Acadêmicos e Laboratório de Língua Inglesa I, II, III, IV. Ainda segundo o projeto que orienta o Núcleo, novos componentes curriculares poderão ser acrescentados a esse conjunto visando o aperfeiçoamento das ações que aproximem o NUVEM da consecução dos seus objetivos.

Inovação nos BIs - O reitor da UFRB Paulo Gabriel Nacif disse que a criação do Núcleo representa um novo conceito educacional na Universidade. “O NUVEM busca criar condições para a formação geral dos bacharelados interdisciplinares seja realizada de forma orgânica e constituindo uma identidade nos conjuntos do BIs nas diferentes linguagens. Nós estamos muito entusiasmados com a criação desse núcleo, já tivemos apoio irrestrito do MEC e achamos que ele será fundamental para a permanência dos alunos na UFRB”, comentou.

A pró-reitora de Graduação Luciana Alaíde explica que o NUVEM terá o papel de promover uma reflexão no primeiro semestre do estudante pautado em uma formação geral estruturante. “O NUVEM é o programa mais arrojado que a UFRB promoveu nos últimos anos. Ele apresenta um avanço através de componentes curriculares inovadores, adotando o modelo de formação em ciclos, com a interdisciplinaridade como princípio desses cursos. Assim que começamos a discutir sobre esse processo de formação geral para atender a todos os estudantes da universidade, imediatamente todos os centros que oferecem os bacharelados interdisciplinares aderiram ao modelo que o NUVEM irá implantar na UFRB”, explica.

De acordo com a pró-reitora, o NUVEM ofertará um percentual mínimo de componentes curriculares a distância (EaD) e apoiará o aprendizado de línguas estrangeiras e LIBRAS, oportunizando aos estudantes fluência e domínio. O Núcleo funcionará efetivamente a partir do mês de fevereiro de 2015 e será composto por 30 docentes, com uma coordenação orientada por decisões que serão tomadas de forma colegiada, a partir da efetiva participação dos membros das coordenações dos BIs.  

Mais informações sobre o NUVEM no site do CECULT.

registrado em:
Fim do conteúdo da página