Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Ditadura Militar, cirurgia bariátrica e manguezais no Univerciência
Início do conteúdo da página
Univerciência

Ditadura Militar, cirurgia bariátrica e manguezais no Univerciência

25/03/22 15:51 | 25/03/22 15:51 | 307

O Univerciência deste neste sábado (26), às 14h30, vai falar sobre os crimes da ditadura militar, a cirurgia bariátrica, um creme de caju para tendinite e de estudos para recuperação de manguezais. Sempre aos sábados, o Univerciência será exibido também em horário alternativo às segundas-feiras, às 20h30.

Durante os 21 anos de ditadura civil-militar (1964-1985), as forças armadas comandaram o país sem permitirem a realização de eleições livres. Aqueles que tentavam se opor ou denunciar os crimes do regime eram perseguidos. O programa vai mostrar uma pesquisa da Universidade Estadual do Sudoeste Da Bahia (Uesb) que levantou as razões para Brasil demorar 50 anos para condenar aqueles que cometeram crimes durante a ditadura. A justiça brasileira condenou pela primeira vez, em 2021, um agente da ditadura militar pelos crimes praticados durante aquele período.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 700 milhões de pessoas estejam obesas em todo o mundo até o ano de 2025. Algumas ações simples como mudança de hábitos alimentares, prática de atividades físicas e redução do consumo de bebidas alcoólicas são importantes para o controle da obesidade, mas, os pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe (UFS) comprovaram também a eficiência da cirurgia bariátrica no controle de doenças associadas à obesidade. A pesquisa mostrou que a cirurgia reduziu a gravidade dessas doenças logo após o terceiro mês do procedimento.

Pesquisadores da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) estão desenvolvendo um creme, usando como base a folha de caju, que possui propriedades auxiliares no alívio das dores da tendinite. O tratamento, mais acessível à população, pode trazer alívio em um curto período de tempo. De acordo com os cientistas, a ação anti-inflamatória do creme pode trazer a melhora do quadro e resultar na recuperação do local de forma mais rápida e eficaz. A aprovação do creme está condicionada a algumas análises que estão em andamento.

No Ceará, o Univerciência vai mostrar o trabalho de pesquisadores do Instituto de Ciências do Mar, da Universidade Federal (UFC), que desenvolvem diferentes estudos para entender como se dá o processo de recuperação de áreas de manguezais, ecossistema de extrema importância ecológica, social e econômica, que sofre os impactos do desmatamento, da degradação e da contaminação por produtos químicos. Os pesquisadores buscam entender quais são as estratégias mais eficientes para a conservação, visando a sua adoção pela sociedade.

Primeiro programa brasileiro de TV e Internet dedicado à popularização da ciência produzida no nordeste brasileiro, o Univerciência foi criado em 2020 pela TV UESB (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia), e transformou-se, a partir da parceria entre a TVE Bahia e 40 instituições públicas de ensino superior de toda a região, em um conteúdo colaborativo com alcance e repercussão nacional, através da veiculação em TV’s públicas, educativas, culturais e universitárias, e nos canais das emissoras e das universidades na Internet.

O programa poderá ser assistido em diferentes dias e horários nas diversas emissoras de tv aberta, em 12 estados brasileiros, além do Canal Saúde e Canal Futura, e é disponibilizado semanalmente nos canais na Internet por cada TV e universidades participantes, alcançando juntos cerca de 100 milhões de pessoas. Entre estudantes, docentes e técnicos, o Univerciência conta com mais de 800 mil pessoas envolvidas na sua realização, com um alcance de mais de 8 milhões de pessoas nas redes sociais.

registrado em:
Fim do conteúdo da página