Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Pluviômetro, tratamento para caprinos e fotografia antiga em destaque no Univerciência
Início do conteúdo da página
Univerciência

Pluviômetro, tratamento para caprinos e fotografia antiga em destaque no Univerciência

14/04/22 12:01 | 14/04/22 12:01 | 209

Neste sábado (16), às 14h30, na TVE, o Univerciência vai mostrar um pluviômetro desenvolvido para coletar águas de chuvas e o potencial antimicrobiano do óleo essencial de malvão na criação de tilápia. O telespectador vai conhecer ainda uma alternativa para tratamento de doenças em caprinos e um registro de personalidades por meio da fotografia antiga. Sempre aos sábados, o Univerciência é exibido também em horário alternativo às segundas-feiras, às 20h30.

Pesquisadores do Laboratório de Irrigação e Agrometereologia do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), campus Piranhas, desenvolveram um pluviômetro, instrumento desenvolvido para coletar a água da chuva que pode, inclusive, ser de grande ajuda no Garantia Safra (GS), ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), cujo objetivo é garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios sujeitos a perda de safra por razão da estiagem ou excesso hídrico. Além disso, os pesquisadores realizam o mapeamento da água da região, a fim de auxiliar os pequenos produtores sobre a qualidade do líquido e de que forma ela pode ser melhor aproveitada.

O uso descontrolado de antimicrobianos no combate a doenças que afetam os peixes pode causar uma série de problemas, a exemplo da resistência a certos tipos de bactérias. Com resultados promissores no combate a esses organismos que afetam peixes criados em cativeiro, como a tilápia, um estudo desenvolvido por cientistas do Instituto Federal do Sertão Pernambuco (IFSertãoPE), em Petrolina, descobriu o potencial antimicrobiano do óleo essencial de malvão, espécie de planta utilizada pela medicina popular para o tratamento de infecções gripais. Ao analisar um produto natural, os pesquisadores observaram que a diversidade de moléculas em plantas permite que uma bactéria seja atacada por vários alvos diferentes, dificultando o desenvolvimento de mecanismos de resistência.

Alternativa sustentável e segura para o diagnóstico e tratamento de doenças que atingem os caprinos está sendo estudada por pesquisadores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), que trabalham na aplicação do extrato da casca do barbatimão no controle de verminoses em caprinos. O Univerciência apresenta a pesquisa, que revela que o extrato dessa planta é seguro em caprinos e não apresenta toxicidade na sua utilização. De acordo com os cientistas, a necessidade de frequente utilização de remédios antiparasitários é um dos principais desafios para a criação dos caprinos, uma vez que a prática de utilizar remédios tradicionais, que os vermes já apresentam resistência, implica, também, em uma perda econômica, uma vez que a produtividade do animal diminui.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Sergipe (UFS) apresenta as personalidades que fizeram parte da história de Aracaju. Uma clara contribuição social e cultural para a capital sergipana, o programa revela como surgiu a ideia da pesquisa. Antes da facilidade das tecnologias, a fotografia era um artigo de luxo e, para ter um registro, artigo caro na época, a população recorria aos serviços dos fotógrafos lambe-lambes.

Primeiro programa brasileiro de TV e Internet dedicado à popularização da ciência produzida no nordeste brasileiro, o Univerciência foi criado em 2020 pela TV UESB (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia), e transformou-se, a partir da parceria entre a TVE Bahia e 40 instituições públicas de ensino superior de toda a região, em um conteúdo colaborativo com alcance e repercussão nacional, através da veiculação em TV’s públicas, educativas, culturais e universitárias, e nos canais das emissoras e das universidades na Internet.

O programa pode ser assistido em diferentes dias e horários nas diversas emissoras de tv aberta, em 12 estados brasileiros, além do Canal Saúde e Canal Futura, e é disponibilizado semanalmente nos canais na Internet por cada TV e universidades participantes, alcançando juntos cerca de 100 milhões de pessoas. Entre estudantes, docentes e técnicos, o Univerciência conta com mais de 800 mil pessoas envolvidas na sua realização, com um alcance de mais de 8 milhões de pessoas nas redes sociais.

registrado em:
Fim do conteúdo da página