Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Projeto Criamundos oferece serviço de atendimento psicológico a mulheres do Recôncavo e estudantes

Publicado: Terça, 18 Agosto 2020 11:54

Card

O projeto CRIAMUNDOS, um projeto interdisciplinar do Cecult/UFRB que entrelaça saberes do campo da psicologia e do campo das artes, coordenado pela professora Ana Urpia, psicóloga de formação com registro no Conselho Regional de Psicologia (CRP) da Bahia, em parceria com a Rede Carolinas, uma rede de psicólogas/os voluntárias/os comprometidas/os com a saúde da população negra, abre inscrições para atendimento psicoterápico on-line a estudantes do Cecult e a mulheres do Recôncavo. O CRIAMUNDOS conta com a colaboração do professor Raimundo Áquila e da professora Silvia Michele Macedo de Sá, do psicólogo Leandro dos Reis Muniz, da PROPAEE, de Evandro Silva de Freitas, e das estudantes Joyceane Barreto Vieira, do BICULT, e Jaynne Rodrigues, da LIA.

A ação é uma resposta às ausências no campo das políticas públicas relativas à assistência na área da saúde mental direcionada a jovens negros/as e a mulheres de comunidades negras e, sobretudo, quilombolas, agravada pelo cenário atual de isolamento social em decorrência da Covid-19. Nesse momento, psicólogos/as de todo o Brasil têm ofertado, inclusive de forma voluntária, acolhimento on-line ao sofrimento psíquico, mas os/as jovens e as mulheres de comunidades negras periféricas seguem, por diferentes motivos, com dificuldades de acesso a esses serviços. Vale sublinhar que a prestação de serviços psicológicos por meio de tecnologias da informação e da comunicação é regulamentada pela Resolução CFP nº 011/2018 do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que autoriza a oferta, on-line, de consultas e atendimentos psicológicos.

O CRIAMUNDOS, compreendendo a responsabilidade social desta universidade com as comunidades negras do Recôncavo da Bahia, quer chegar à estas mulheres e comunidades, não de forma pontual, em face da Covid-19, mas de forma continuada. Quer colaborar ainda com o atendimento a uma demanda antiga de nossa comunidade estudantil, em sua maioria jovem, negra e de camadas populares: o cuidado à saúde psicológica. Entendemos que o sofrimento psíquico é uma realidade de longa data na vida da população negra de comunidades rurais e urbanas, especialmente entre as mulheres, que resistem há tempo à opressão resultante do sexismo, do racismo e do colonialismo no Brasil.

O projeto CRIAMUNDOS responsabiliza-se por fazer a articulação entre as demandas de atendimento das mulheres e dos/as estudantes/as e a disponibilidade das/os profissionais voluntárias/os. Considerando o importante papel desta universidade pública, a UFRB, na produção e transmissão do saber científico acumulado em torno das questões raciais no Brasil, responsabiliza-se, ainda, pela oferta de momentos formativos para as psicólogas/os interessadas/dos em participar da Rede Carolinas, de modo a contribuir para um atendimento sensível à este grupo ético-racial que ainda hoje sofre as consequências do racismo institucional e ambiental. É, no entanto, de inteira responsabilidade das/os profissionais voluntariadas/os o exercício de seu ofício de acordo com as orientações do órgão regulador da profissão, o CFP.  

Solicitação do serviço - Poderá ser feita através do preenchimento do formulário de inscrição (CLICAR AQUI) ou, pelo número de whatsapp (75) 98324-4230, preenchendo-se, em seguida, o formulário de inscrição que será disponibilizado por nossa colaboradora Ninha, nesse primeiro contato. Solicitamos que antes de se inscrever, leia o projeto (CLICAR AQUI) para que possa compreender todas as etapas do serviço. 

As vagas são limitadas e não garantimos o pronto atendimento. Uma lista de espera será feita a partir da ordem de inscrição. Tendo vaga, você será contatado em no máximo 15 dias após o fim do período de inscrições. Qualquer dúvida, pode escrever para o número de whatsapp de nossa colaboradora, acima disponibilizado. 

PROJETO CRIAMUNDOS

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE ATENDIMENTO

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página