Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Fórum Social Mundial: UFRB recebe visita da Comitiva Real do Benin
Início do conteúdo da página
Institucional

Fórum Social Mundial: UFRB recebe visita da Comitiva Real do Benin

17/03/18 16:33 | 19/03/18 09:00 | 1813 Fernanda Braga

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) recebeu na quarta-feira, 14 de março, a visita da Comitiva Real do Benin composta pelo Pontífice do Culto ao Vodun no Mundo e Rei de Toda Ouidah, Rei Hounon – Houwamenou Daagbo; pela Rainha de Ouidah, Acackpo – Kpessi Ko’Ndodo, e pelo Soberano de Agouagon, Rei Quenum – Gustave Espoir. A recepção ocorreu no auditório do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), em Cachoeira, como parte das atividades do Fórum Social Mundial 2018, que acontece na Bahia até este sábado, dia 17.

O evento foi promovido pelo Comitê Facilitador do Fórum, pela Confederação Nacional de Turismo (CNTur) e pela UFRB, com objetivo de estimular discussões concernentes à temática Brasil-África, com a participação de autoridades tradicionais Fongbe. Compuseram a mesa solene o reitor da UFRB, Silvio Soglia; o diretor do CAHL, Jorge Cardoso Filho; o coordenador do curso de Pós-Graduação em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas, Antonio Liberac; o diretor de Turismo Sustentável da CNTur, Marcelo dos Anjos; o primeiro secretário da Embaixada da República do Benin, Adedodj Ibikounle; e o Ogã Buda de Bobosa, representante da Roça do Ventura e das casas irmãs Fongbe no Brasil.

Abrindo a cerimônia, o Doté Marcelino Gomes, da casa de Adorno de Cachoeira, fez uma saudação inicial. Em seguida, os representantes do Comitê Facilitador do Fórum, Tatá Edson e Ekedi Marina, deram as boas-vindas aos presentes. Marina ressaltou a importância do momento histórico e clamou a todos para a tarefa de construir a unidade dos povos africanos no mundo. “Cá estamos nós a ver o quanto a nossa identidade religiosa e cultural está representada. É responsabilidade de todos esse processo de transformação. Estamos todos na busca da resistência e sobrevivência”, disse.

Parcerias institucionais

O professor Antonio Liberac sugeriu o encaminhamento de convênios com as instituições sociais da República do Benin para intercâmbios acadêmicos. “Pelas tradições que vocês trouxeram para cá, nós somos parte de vocês e vocês são parte de nós. O Brasil tem essa especificidade de ser constituído de uma energia de vários povos. Nossa missão aqui é preservar e entender esse processo histórico, antropológico e político”, resumiu, destacando pesquisas já existentes no âmbito da Pós-Graduação e do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros do Recôncavo da Bahia (NEAB).

Em nome do CAHL, o diretor Jorge Cardoso Filho afirmou que o centro de ensino da UFRB em Cachoeira sempre apoiou e continuará acolhendo as temáticas que se relacionam de forma direta com os povos africanos e a diversidade religiosa, seja em seus cursos ou projetos. “Para nós, receber essa comitiva para nos ajudar a pensar essas questões é uma oportunidade única. Temos a honra de acolher essas autoridades e debater a construção e consolidação de pautas que aqui sempre foram muito importantes”, disse. 

Primeiro Consulado

O diretor da CNTur, Marcelo dos Anjos, aproveitou a cerimônia e anunciou a criação do primeiro Consulado Honorário Cultural Tradicional de Matriz Africana Fongbe, descerrado na Roça do Ventura. “A cada dois anos, cada uma das casas de matriz Fongbe será consulado da República do Benin no Brasil e no mundo”, garantiu, agradecendo a todos que colaboraram para o feito e chamando o apoio mútuo da UFRB para a troca de saberes entre as comunidades e o estímulo ao turismo no âmbito dos territórios tradicionais.

Pedido do Rei

O reitor da UFRB, Silvio Soglia, saudou a presença das majestades africanas e ressaltou que essa visita certamente marcará a história da UFRB. Para ilustrar a representação da Universidade em seu território, ele fez uma apresentação institucional em que exibiu números e conquistas da UFRB em seus 12 anos. “Construímos uma Universidade que espelha a etnia, a cor, a pele dos povos do Recôncavo e isso muito nos orgulha”, disse.  

Durante sua fala, ele destacou oportunidades de diálogos e parcerias com o Benin e com a CNTur, deixando abertas as portas da UFRB. Soglia destacou ainda que recebeu com alegria o anúncio do primeiro Consulado, pois sabe da grandeza da Roça do Ventura e da luta de todos ali para firmá-lo como um território de produção do conhecimento e resistência. Ao final, entregou lembranças típicas do Recôncavo para a Comitiva Real.

Encerrando a cerimônia, o Rei Hounon disse estar feliz com as homenagens e agradeceu aos organizadores do Fórum pelo convite. Em seu retorno ao Benin, ele prometeu falar ao seu povo tudo o que viu por aqui. Hounon ressaltou a relação de irmandade que já existe entre a população de ambos os países e fez um convite especial ao Reitor para ajudar o Benin a organizar um programa de formação em parceria com a UFRB, que foi prontamente aceito pelo magnífico.

Confira fotos do evento:

registrado em:
Fim do conteúdo da página