Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > UFRB mobiliza comunidade e projeto de doação de terreno do CECULT é rejeitado
Início do conteúdo da página
Institucional

UFRB mobiliza comunidade e projeto de doação de terreno do CECULT é rejeitado

28/07/20 17:38 | 30/07/20 09:22 | 588 César Velame

Após intensa mobilização da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e da sociedade em geral, o projeto de lei enviado à Câmara de Vereadores de Santo Amaro para doação do espaço físico da antiga sede da Fundição Tarzan para implantação de uma indústria de produtos automotivos, foi rejeitado na sessão de 27 de julho de 2020.

Foram nove votos favoráveis à aprovação do projeto, cinco contrários e uma ausência. Seriam necessários dois terços dos votos para a aprovação, ou seja, o apoio de 10 dos 15 vereadores.

O terreno da antiga Siderúrgica Fundição Tarzan foi doado à UFRB para instalação do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT) em 2012.

Na manhã de ontem, antes da sessão da Câmara, o reitor da UFRB, Fábio Josué, o vice-reitor, José Mascarenhas e o diretor do CECULT, Danillo Barata, foram recebidos pelo presidente, Herden Cristiano e um conjunto de vereadores. Na ocasião, o reitor falou sobre a importância da manutenção do espaço para a implantação do Campus Universitário de Santo Amaro, “hoje a UFRB em Santo Amaro conta com uma comunidade de 74 docentes, 25 servidores técnicos administrativos, 17 colaboradores terceirizados, seis cursos de graduação e três de pós-graduação e a projeção aponta para o atendimento de 1.500 estudantes, quando da implantação definitiva do Campus”.

Comitiva da UFRB é recebida pelo presidente da Câmara e vereadores de Santo Amaro.
Comitiva da UFRB é recebida pelo presidente da Câmara e vereadores de Santo Amaro.
Comitiva da UFRB é recebida pelo presidente da Câmara e vereadores de Santo Amaro.
Comitiva da UFRB é recebida pelo presidente da Câmara e vereadores de Santo Amaro.

Para o reitor, "a ação dos dirigentes da UFRB, em que pese a compreensão e a sensibilidade às questões socioeconômicas, não transigiu na defesa dos interesses institucionais e da população santo-amarense, uma vez que temas tão caros a municipalidade foram assegurados, como às questões relativas ao impacto ambiental e à preservação de um espaço que assegurará um amplo Centro para o desenvolvimentos de atividades acadêmicas de excelência no ensino, na pesquisa e na extensão, por meio de políticas afirmativas e programas inclusivos voltados à comunidade".

O reitor Fábio Josué ainda destacou que "a Reitoria da UFRB se coloca disponível para o diálogo com os diversos atores políticos e reafirma que o sonho de uma Universidade Federal, em Santo Amaro, veio para ficar. Que os sábios ventos do Recôncavo da Bahia espalhem nossa luta por emancipação, igualdade e oportunidades para nossa gente. Contem conosco! Por fim, agradecemos a todas e todos que se mobilizaram nesta causa!".

A Direção do CECULT emitiu nota em que "vem a público agradecer aos diversos membros da comunidade de Santo Amaro, às organizações das comunidades quilombolas, pesqueiras e marisqueiras, dos povos de terreiros, igrejas católica e evangélica, à Associação das Vítimas do Chumbo e Cádmio e às associações pela preservação da cultura popular, cuja mobilização foi fundamental para impedir a aprovação do projeto de lei para instalação da indústria de produtos automotivos Orbi Química, que apresentava violação direta de direitos e deveres expressos na Constituição Federal e em demais legislações federais, estaduais e municipais".

Antiga Fundição Tarzan, local das futuras instalações do CECULT.
Antiga Fundição Tarzan, local das futuras instalações do CECULT.
registrado em:
Fim do conteúdo da página