Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Nota do CONSUNI sobre cortes orçamentários na UFRB previstos no PLOA 2021
Início do conteúdo da página
Nota

Nota do CONSUNI sobre cortes orçamentários na UFRB previstos no PLOA 2021

19/09/20 11:25 | 19/09/20 11:33 | 2470

O Conselho Universitário (CONSUNI) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem a público externar as preocupações com o funcionamento da nossa Universidade no ano de 2021.

O Governo Federal encaminhou, para aprovação do Congresso Nacional, o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2021, com previsão de cortes profundos nos recursos destinados ao Ministério da Educação. Comparado com 2020, o PLOA 2021 implica diretamente na redução de 17,6% do orçamento das universidades federais em um momento de plena pandemia. No caso específico do orçamento da UFRB, comparado ao ano 2020, a redução prevista no PLOA 2021 corresponde a 16,5% nas despesas discricionárias, o equivalente a R$ 7.758.446,00 a menos, fato que, se não for revertido, comprometerá pagamentos de despesas de abastecimento de água, energia elétrica, serviços terceirizados, compra de materiais, manutenção de equipamentos e de bolsas e auxílios estudantis. Investimentos em equipamentos e obras também ficarão comprometidos.

Com a confirmação deste corte, a situação ficará insustentável. Nos últimos anos as universidades federais já foram obrigadas a promover cortes significativos nos seus contratos de custeio, em especial nos serviços terceirizados, para se adequarem aos sucessivos contingenciamentos e reduções orçamentárias de todas as instituições federais de ensino.

A UFRB vem cumprindo, junto às demais universidades públicas, uma tarefa fundamental para ajudar o país a superar a crise atual e a desenvolver ações urgentes que contribuam no combate às mazelas da pandemia da Covid-19. A educação e o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação são cruciais para recuperação do país. É lamentável que o Governo Federal tenha escolhido fazer cortes nestas áreas num momento tão delicado que vive a população brasileira.

A situação é grave. Neste período de pandemia será exigido um maior investimento público para atender as medidas sanitárias obrigatórias e as demandas pedagógicas necessárias. Já trabalhamos em condições financeiras limitadas, por isso é inaceitável cortar recursos do custeio, dos investimentos e da assistência aos nossos estudantes em plena pandemia.

É preciso reverter os cortes na Câmara de Deputados para que as atividades essenciais da Universidade não sejam comprometidas. Por isso, nos dirigimos a toda população do Recôncavo, Vale do Jiquiriçá e Portal do Sertão para unir forças para cobrar dos parlamentares a reversão total dos cortes. Nesse sentido, gostaríamos de contar com o apoio de todos para juntos encontrarmos alternativas políticas para superar os problemas que ora vivenciamos. Conclamamos a comunidade acadêmica e a sociedade para lutarmos em defesa da UFRB!

Cruz das Almas, 18 de setembro de 2020. 

Fábio Josué Souza dos Santos 
Reitor da UFRB
Presidente do Conselho Universitário

registrado em:
Fim do conteúdo da página