Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Nota de repúdio do CONAC ao crime de racismo contra João Alberto
Início do conteúdo da página
Nota

Nota de repúdio do CONAC ao crime de racismo contra João Alberto

25/11/20 18:49 | 25/11/20 18:49 | 1348

O Conselho Acadêmico da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CONAC/UFRB) vem a público manifestar o seu veemente repúdio ao assassinato brutal de João Alberto Silveira Freitas, nas dependências do supermercado Carrefour, na cidade de Porto Alegre, no dia 19 de novembro do corrente ano.

Após o violento episódio, surgiram narrativas que buscaram descaracterizá-lo como crime de racismo e, como em outras ocasiões, tornar a vítima culpada. Infelizmente, para o povo negro, construções como estas não tem sido novidade, vez que uma das marcas do racismo estrutural é a sua capacidade de tratar a violência contra os corpos negros como natural e socialmente aceita. Assim, como nos tempos da escravidão, a presença negra nos espaços públicos e privados ainda parece ser um crime de cor e, por isso, banalizam-se às vidas negras.

A UFRB, majoritariamente negra, situada numa das regiões mais afrodescendentes do país, como instituição socialmente referenciada e politicamente comprometida, reafirma seu compromisso institucional na luta contra o racismo e todas as formas de discriminação, e na construção de uma sociedade plural, inclusiva e efetivamente democrática. Desse modo, a UFRB se coloca na trincheira da luta antirracista.

Cruz das Almas, 25 de novembro de 2020.

Fábio Josué Souza dos Santos
Presidente do CONAC/UFRB

registrado em:
Fim do conteúdo da página