Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > UFRB é destaque nacional nos programas Pibid e Residência Pedagógica
Início do conteúdo da página
CAPES

UFRB é destaque nacional nos programas Pibid e Residência Pedagógica

16/09/22 08:41 | 18/09/22 09:32 | 609

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) ampliou sua participação no número de bolsas estudantis dos programas PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) e Residência Pedagógica (RP), administradas pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), conforme resultado final dos Editais 023/2022 e 024/2022, divulgado em 9 de setembro.

A UFRB ficou em 8º lugar no Quadro Nacional de Distribuição de Bolsas PIBID e RP, disputando entre as 267 instituições de ensino superior (IES) que apresentaram propostas. O aumento da participação no número de bolsas foi de mais de 45% no quantitativo em relação ao edital do RP e de 12,5% em relação ao PIBID, conforme editais anteriores – uma presença crescente em participação da UFRB na disputa por bolsas de ensino.

As 852 bolsas estudantis que a UFRB tem direito serão destinadas aos estudantes de graduação da instituição nos cursos de licenciatura. Nos dois Programas, as atividades dos bolsistas serão desenvolvidas na rede pública de educação básica. Em recursos financeiros, os valores das bolsas, representam mais de R$ 9 milhões durante os 18 meses de vigência do programa.

A ampliação da participação da UFRB nos programas da CAPES, deve-se a esforço conjunto articulado entre as coordenações de colegiado, dos coordenadores de subprojetos, dos coordenadores institucionais do Pibid e do RP e da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD).

Para o reitor da UFRB, professor Fábio Josué, o resultado dos editais é “uma excelente notícia”. “Mais uma vez a UFRB é destaque nacional nos editais do Pibid e da Residência Pedagógica. Logramos a oitava colocação entre 267 Instituições de Ensino Superior contempladas”. Fábio Josué disse que as bolsas de estudantes conquistadas vão fomentar “uma ação estratégica para a formação de nossos licenciandos e licenciandas e também será muito importante para a garantia da sua permanência na Universidade em tempos em que temos assistido violentos cortes no nosso orçamento”.

A pró-reitora de Graduação, professora Karina Cordeiro, disse que nesse processo, foi importante contar com a experiência dos coordenadores institucionais tanto do Residência Pedagógica, professor Alex Verdério, quanto do PIBID, professor Jaylson Teixeira que elaboraram as propostas institucionais da UFRB e coordenaram a organização das propostas dos subprojetos.

“Tivemos a habilidade em apresentar à CAPES projetos implicados com a formação de professores no Recôncavo, Portal do Sertão e do Vale do Jiquiriçá; tal ação nos colocou em lugar de destaque nacional. Além disso, nos dedicamos em construir estratégias a fim de garantir o maior número de bolsas possíveis para os discentes”, descreveu Karina.

Segundo ela, assim, todos os cursos de Licenciaturas da UFRB poderão ter acesso a bolsas do PIBID e do Residência Pedagógica para desenvolver atividades nos próximos 18 meses, o que qualificará ainda mais a formação de nossos discentes para a atuação nas escolas da Educação Básica.

PIBID

PIBIB oferece aos alunos da primeira metade do curso uma aproximação prática com o cotidiano da escola. A intenção do PIBID é proporcionar aos discentes uma aproximação com a escola, contribuindo com uma formação prática da profissão docente já nos primeiros anos dos cursos de licenciatura. O Coordenador Institucional do PIBID, professor Jaylson Teixeira destaca que a UFRB, seguindo uma tradição que vem desde 2009, participará do PIBID em 2022, com maior número de bolsistas. “Nesta edição obtivemos 432 bolsas para os discentes, 18 bolsas para professores coordenadores de área do PIBID, e 54 bolsas para supervisores, isso significa um aumento de 12,5 % com relação ao PIBID de 2020 e de 30% em relação a 2018”.

O PIBID, ao longo destes 13 anos, proporcionou uma aproximação institucional da UFRB com as escolas, as Secretarias Municipais e a Secretaria do Estado da Bahia. “Já é possível perceber, nas salas de aulas da academia, uma maior maturidade nas discussões relativa às práticas docentes e de como ela acontece nas escolas”, destaca Jaylson.

Segundo Jaylson, além de ser um projeto de formação bem-sucedido o PIBID também contribui com a permanência dos estudantes tanto pela motivação pessoal provocada pelo programa quanto pelo suporte financeiro que as bolsas trazem aos nossos alunos

“Por fim, como resultado desses anos de PIBID, encontramos hoje ex-alunos pibidianos que atuam como supervisores nas escolas, com uma dedicação exemplar a sua formação e a formação dos atuais alunos, fechando um ciclo virtuoso”, afirma Jaylson.

Residência Pedagógica

O Programa de Residência Pedagógica é um programa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que tem por finalidade fomentar projetos institucionais de residência pedagógica implementados por Instituições de Ensino Superior, contribuindo para o aperfeiçoamento da formação inicial de professores da educação básica nos cursos de licenciatura.

Residência Pedagógica atende aos estudantes que estão na segunda metade da licenciatura, com atividades que contribuem para sua formação teórica e prática e aperfeiçoamento profissional.

O Coordenador Institucional do Residência Pedagógica, professor Alex Verdério disse que em sua terceira edição na UFRB - que será efetivado entre o último semestre de 2022 e o primeiro semestre de 2024 - amplia e reafirma a relação da Universidade com as escolas de Educação Básica, qualificando ainda mais a inserção nos territórios de atuação.

O Projeto Institucional intitulado “Programa Residência Pedagógica na UFRB: relação teoria e prática e inserção orientada e acompanhada na Educação Básica na Bahia”, apresentado pela Universidade e aprovado pela CAPES, possibilitou à UFRB alcançar o 8º lugar dentre 267 instituições que tiveram suas propostas aprovadas, quando considerado o quantitativo de bolsas atribuídas para cada instituição em nível nacional.

Segundo Alex Verdério, este é um marco importantíssimo para UFRB que amplia consideravelmente sua atuação no Programa com a aprovação de 28 núcleos de Residência Pedagógica, envolvendo diretamente, 420 estudantes-bolsistas e 29 docentes dos cursos de licenciatura da Universidade, incluindo mais 84 professores da Educação Básica participantes do Programa. “Isso significa uma ampliação de mais de 45% no quantitativo realizado na edição anterior, finalizada em março de 2022”.

Para ele, essa conquista, em tempos tão difíceis para a realidade das Universidades públicas no país, traz consigo a possibilidade concreta de incidir na permanência qualificada de nossos estudantes das licenciaturas, com a vigência das bolsas e com a inserção no Programa, que já tem demonstrado sua importância nos processos formativos dos licenciandos na conexão direta com a Educação Básica.

Alex Verdério afirma que para a efetividade do Programa “vale destacar a expertise do corpo docente da UFRB e do coletivo constituído em torno do Programa RP, o envolvimento dos/as estudantes das licenciaturas e as parcerias estabelecidas com as redes públicas de educação, em especial as escolas de Educação Básica na Bahia. Tais elementos colocam-se como fundamentos dessa conquista e nos apontam para a possibilidade da implementação da terceira edição do Programa RP na UFRB”.

Acesse os resultados finais dos editais nº 23 e nº 24 de 2022, dos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e de Residência Pedagógica.

registrado em:
Fim do conteúdo da página